Está aberto o prazo para a entrega da Declaração de Imposto de Renda, e para não deixar em cima da hora é importante separar todos os documentos necessários com antecedência, garantindo que tudo conste corretamente na declaração.


O Grupo Contábil Hemera fez uma lista dos documentos que você irá precisar para a Declaração do IRPF 2017, confira:

  • A última declaração do IRPF e o comprovante de entrega caso já tenha declarado, para uso do contador;
  • Cópia do título de eleitor, caso não tenha sido indicado na declaração anterior ou para quem irá declarar pela primeira vez;
  • Cópia de documentos referentes a venda ou aquisição de bens no ano calendário, como veículos e imóveis;
  • Extratos de conta corrente, poupança e aplicação financeira para fins de declaração do Imposto de Renda;
  • Informe de rendimento de todas as fontes pagadoras, tais como recebimentos de salários, pró-labore, lucros ou aluguéis, inclusive extrato de nota fiscal paulista;
  • Relação com as alterações patrimoniais em relação à última declaração apresentada (compra e venda de bens com detalhamento das condições, nome e CPF dos compradores e/ou vendedores);


Existem dois modelos de declaração: o simplificado e completo. É indicado verificar com o contador com modelo você se encaixa melhor. Caso opte pelo modelo completo, irá precisar também dos seguintes documentos:

  • Comprovantes de pagamento de salários e recolhimentos previdenciários, efetuados no ano calendário de 2015, de empregados domésticos registrados em nome do declarante;
  • Despesas médicas dedutíveis;
  • Informe de pagamentos ou rendimentos de previdência privada;
  • Despesas com ensino regular;
  • Dados de novos dependentes (nome completo, grau de parentesco, data de nascimento e CPF - obrigatório caso o dependente seja maior de 12 anos);

 

A Receita recomenda que todos estes documentos sejam arquivados pelo período de 5 anos, assim o contribuinte terá os documentos disponíveis caso caia na malha fina ou a Receita questionar alguma informação. Após a declaração estar completa, é indicado guardar uma cópia impressa da mesma, tanto para facilitar a declaração do ano seguinte, quanto para apresentar quando este documento for exigido (como contratos de aluguel, vistos estrangeiros e outros mais).
Reúna seus documentos e fique atento aos prazos, tanto da Receita quanto do seu contador, para entregar a declaração com todas as informações corretas.